Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/alentejo/public_html/inc/funcoes.php on line 7
alentejoNET - Porto de Sines movimenta 51,5% do total nacional
alentejo.NET - a internet do Alentejo: Beja, Évora, Portalgre, LItoral Alentejano

Economia

Porto de Sines movimenta 51,5% do total nacional

2016-04-05 09:26:06

O porto de Sines reforçou a sua posição de liderança no sector nacional e fechou os primeiros dois meses deste ano com uma quota de 51,5%. A evolução positiva nos primeiros dois meses deste ano foi de 6,1%, para cerca de sete milhões de toneladas, em comparação com o período homólogo do ano passado.



Os dois primeiros meses de 2016 registaram a melhor marca de sempre no volume de carga movimentada, face aos períodos homólogos, ascendendo a 13,6 milhões de toneladas nas diversas formas de acondicionamento e representando um acréscimo de +1,4% face a 2015, revelou a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes.

Este comportamento global do mercado é explicado pelos acréscimos que ocorreram nos mercados de carga contentorizada (+19,1%) e do carvão no porto de Sines (+38,3%), tendo este porto, no conjunto das cargas, registado um crescimento de +6,1% face a 2015. Durante o período janeiro-fevereiro, os portos de Viana do Castelo e Leixões registaram variações de +51,8% e +2,7%, respetivamente, o que contribuiu para a variação global observada. Nos restantes portos, o volume de carga movimentada sofreu uma diminuição face a 2015, com cerca de -12% nos portos de Figueira da Foz e Lisboa, -2% nos portos de Aveiro e Setúbal e -60% no porto de Faro, com uma reduzida dimensão.

Em termos de tonelagem de carga movimentada, o porto de Sines mantém a posição cimeira representando cerca de 51,5%, seguido do porto de Leixões (20,6%), Lisboa (11,2%) e Setúbal (8,5%).

No que respeita ao mercado de contentores, verificou-se uma redução, a nível global, de -1,7% TEU movimentados, resultante das variações positivas observadas nos portos de Leixões (+6,7%) e Sines (+4%) e das variações negativas que se registaram nos portos de Figueira da Foz (-22%), Lisboa (-20,1%) e Setúbal (-28,9%).

De sublinhar ainda que o movimento de contentores do porto de Sines representa o valor mais elevado de sempre, cerca de 199 mil TEU, a que não é alheio o tráfego de transhipment que atingiu 157 mil TEU, correspondente a 79% do total. Ainda no segmento de transhipment, o porto de Sines reforça a posição de líder, onde representa 53% do total (41,9% da responsabilidade de transhipment e 11,1% de hinterland como origem e destino), seguindo-se Leixões (27%), Lisboa (16,1%) e Setúbal (3,2%).

Outras Notícias nesta secção

Publicidade